Empresarial

Redação do Gterra, 06/03/2017 às 19h09min

Em Teresina, homens têm renda cerca de 40% maior do que as mulheres

s dados levantados no 4º trimestre de 2016 apontam que os homens apresentam rendimento médio de R$ 2.065, enquanto as mulheres ganham em média R$ 1.503.

 Edição: Gterra

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra por Domicílio (PNAD) Contínua, divulgada nesta segunda-feira (06) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IGBE), os homens teresinenses têm em média renda 37% maior do que as mulheres. Os dados levantados no 4º trimestre de 2016 apontam que os homens apresentam rendimento médio de R$ 2.065, enquanto as mulheres ganham em média R$ 1.503.

A nível estadual, a diferença entre os rendimentos médios de homens e mulheres cai para 13%, com homens ganhando em torno de R$ 1.356, ao tempo em que as mulheres piauienses apresentam renda média de R$ 1.196. Já no Brasil, a diferença é de 22%. O levantamento leva em consideração o rendimento médio real habitualmente recebido por mês, pelas pessoas de 14 anos ou mais de idade, ocupadas na semana de referência, com rendimento de trabalho em reais.
A pesquisa também mostra dados da taxa de desemprego do quarto trimestre de 2016. Observou-se que a taxa para o Brasil atingiu seu maior patamar desde o início da pesquisa em 2012, chegando a 12%, o que representa que 12.342.000 brasileiros estavam sem ocupação naquele período.

Desocupação e subutilização da força de trabalho

A PNAD Contínua mostra ainda que o estado do Piauí apresenta o segundo maior índice do país na taxa composta de desocupação e subutilização da força de trabalho, apresentando taxa composta de subutilização da força de trabalho em 34,7%. Em Teresina, esse índice é de 21,6%.

Pessoas brancas ganham 71% a mais que pessoa pardas

Outro dado apontado pela pesquisa é de que, no Piauí, pessoas da cor/raça "branca" ganham em média até 71% mais que pessoas pardas e 49% a mais que as pessoas negras. Os dados levam em consideração o rendimento médio real de todos os trabalhos, habitualmente recebido por mês, pelas pessoas de 14 anos ou mais de idade, por cor ou raça.
A PNAD Contínua mostra que as pessoas de raça definida como “branca” recebem em média R$ 1.921, enquanto as pessoas “pardas” recebem R$ 1.287, já as pessoas negras esse rendimento é de R$ 1.119. Em Teresina, esse índice acentua-se, com pessoas de raça definida como “branca” apresentando rendimentos em torno de R$ 2.619, pessoas de raça “parda” R$ 1.721 e pessoas de raça “negra” R$ 1.599.






Fonte: Portal O Dia

Comentários (0)


Formulário Comentário  

Deixe seu comentário




 


 


 





OBS: Todos os campos marcados com * (asterisco) são de preenchimento obrigatório!