Polícia

Redação do Gterra, 01/03/2011 às 04h38min

Alunos transam dentro da escola e filmam tudinho

Polícia investiga responsáveis por divulgação das imagens, feitas com celular

Edição Gterra



A Polícia Civil de São Carlos, no interior de São Paulo, está investigando a identidade dos responsáveis pela divulgação de um vídeo em que dois adolescentes, de 14 e 15 anos, aparecem fazendo sexo oral dentro de uma sala de aula, na Escola Estadual Jesuíno de Arruda.

O vídeo, que foi gravado por um dos adolescentes através de um telefone celular, foi repassado para outros colegas, foi colocado na internet e virou febre na web, sendo visualizado por centenas de pessoas.

O caso ocorreu em dezembro do ano passado, durante as recuperações de final de ano. Os menores praticaram o ato em uma sala de aula vazia. Por se tratar de sexo entre menores de idade e consensual (por vontade de ambas as partes) o ato não é considerado crime. Mesmo assim, os dois alunos foram transferidos da escola.

A Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo investiga o caso. A promotoria da Vara da Infância da Juventude também promove a sua investigação.

Em nota, a escola informou que "os pais dos alunos envolvidos foram os primeiros a serem chamados, orientados e aconselhados" e que não cabe à escola " responder pela educação integral de seus alunos. À família cabe a formação dos valores morais e respeito, ensinamentos que moldam o caráter e permanecem para a vida"




Fonte: Meia Hora

Comentários (0)


Formulário Comentário  

Deixe seu comentário




 


 


 





OBS: Todos os campos marcados com * (asterisco) são de preenchimento obrigatório!