Polícia

Redação do Gterra, 10/12/2010 às 09h40min

Presa a quadrilha que assaltava bancos no Ceará

O chefe do grupo é o assaltante, ´Sassá´, que havia fugido do IPPS em 2008. Ontem, ele foi capturado em Aracaju

Foto: FOTO: DANIEL ROMAN Atrás das grades: Paulo Henrique dos Santos, o ´Sassá´, é fichado na Polícia cearense desde 1997, quando roubava cargas. Agora, foi preso por comandar assaltos a bancos
Atrás das grades: Paulo Henrique dos Santos, o ´Sassá´, é fichado na Polícia cearense desde 1997, quando roubava cargas. Agora, foi preso por comandar assaltos a bancos
Edição Gterra


Após um mês de sigilosa investigação, a Polícia Civil do Ceará desarticulou ontem, nos Estados da Bahia, Sergipe e Pernambuco, uma quadrilha de assaltantes de bancos que vinha agindo no Interior cearense, atacando agências em diversos Municípios.

O grupo criminoso foi descoberto e preso a partir da identificação de seu chefe, o fugitivo da Justiça, Paulo Henrique Oliveira dos Santos, 31, o ´Sassá´, capturado em sua residência na cidade de Aracaju.

Além dele, outras seis pessoas, entre elas, duas mulheres, também foram capturadas na operação de busca comandada pessoalmente pelo superintendente da Polícia Civil, Luiz Carlos Dantas, e pelos delegados Andrade Júnior, Jairo Pequeno, Átila Araripe, Pedro Viana e Sandra Veras.

Recambiou

Dantas retornou a Fortaleza trazendo o chefe do bando. Os outros acusados foram recambiados para esta Capital por equipes de inspetores da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), Departamento de Inteligência Policial (DIP) e da Divisão Antissequestro (DAS).

Por volta de 18h30, Dantas desembarcou de um avião fretado trazendo o chefe da quadrilha algemado. De uma pista de pouso particular, localizada no Município do Eusébio (RMF), o bandido ´Sassá´ foi levado para a carceragem do Departamento de Inteligência Policial (DIP). Contra ele já havia sido expedido um mandado de prisão preventiva.

Além disso, ele é fugitivo do Instituto Penal Paulo Sarasate (IPPS), de onde escapou em outubro de 2008 juntamente com seu principal comparsa, o assaltante de bancos e sequestrador Alexandre Ribeiro de Souza, o ´Alex Gardenal´. Na mesma fuga, também escapou da penitenciária o assaltante de bancos e carros-fortes pernambucano Rubens Ramalho, o ´Rubão.

Nomes

Além de ´Sassá´, foram presos durante a operação as seguintes pessoas: Edson de Souza Vieira, 35, capturado em Salgueiro (PE); Cícero Ferreira da Silva, 32, detido em Cabrobró (PE) e Rangel Paulo dos Santos, 30, localizado na cidade de Senhor do Bonfim (BA).

No Ceará, foram detidos Antônio Ferreira Terto Filho, 32, preso no bairro Presidente Kennedy; Ângela da Silva, 24, localizada em Maracanaú; e Raquel Sousa de Araújo, 22.

O superintendente da Polícia Civil afirma que as prisões representaram um "duro golpe" na quadrilha que praticava roubos contra instituições bancárias. Segundo ele, os grupos subdividem-se em células menores e têm agido de forma violenta não só no Interior do Ceará, mas também em outros Estados do Nordeste.

´Sassá´, segundo a Polícia, não esboçou nenhuma reação ao ser detido pessoalmente por Dantas. Com ele, foi apreendida uma pistola calibre nove milímetros e um automóvel Gol. Dantas revelou que o foragido utilizava nomes falsos e, dessa forma, transitava em todo o Nordeste em veículos de luxo comprados com o dinheiro obtido nos assaltos.

De acordo com o chefe da Polícia Civil, ´Sassá´ é articulado e tem facilidade de agregar-se a diferentes quadrilhas, de acordo com o tipo de ação criminosa. "Às vezes eles agiam juntos. Outras vezes, preferiam dividir-se", disse.

Reconhecimento

Segundo a Polícia, a quadrilha já foi reconhecida como autora de, pelo menos, dois crimes. O primeiro, no fim de setembro, no Município de Barreira, quando a família do gerente do BB foi tomada como refém na cidade de Trairi. A segunda, no sequestro de uma família em Messejana, no dia 8 de novembro.

"Sassá, Rangel, Terto e Edson atuavam na linha de frente da quadrilha. As mulheres cediam casas para os bandidos, ajudavam na logística e emprestavam suas contas bancárias onde era depositado o dinheiro roubado", disse uma fonte da Polícia Civil. ´Sassá´ usava uma pistola roubada, pertencente à Marinha do Brasil.

Balanço

27 bancos foram atacados, somente neste ano, em todo o Ceará. Em alguns casos, as quadrilhas usaram reféns ou explodiram caixas e cofres

FERNANDO RIBEIRO/EMERSON RODRIGUES



Fonte: Diário do Nordeste

Comentários (0)


Formulário Comentário  

Deixe seu comentário




 


 


 





OBS: Todos os campos marcados com * (asterisco) são de preenchimento obrigatório!